Pesquisar
Close this search box.

Softskill – Inteligência Emocional

Sumário

inteligência emocional necessita da estrutura da personalidade e do ambiente do indivíduo. Assim, a inteligência emocional e das softskills que são treinadas. Quanto mais cedo começar, mais fácil e rápido será o caminho para uma personalidade emocionalmente equilibrada.

A base para a formação e desenvolvimento de soft skills é o mindfulness. Em particular, a capacidade de perceber os próprios humores e nuances de humor, bem como os de outras pessoas, indica a qualidade da percepção.

Inteligência emocional: o que é ser emocionalmente inteligente?

Basicamente, a inteligência emocional descreve uma esperteza de sentimentos. Em seu best-seller, Daniel Goleman chegou a compará-lo com o QI. Por um lado, era primordial para ele ser inteligente no sentido clássico, ou seja, agir com direcionamento e discernimento.

Mas também ter essa habilidade de identificar os próprios sentimentos e as emoções das outras pessoas e reagir a eles. Ele definiu EQ como uma combinação de cinco áreas divergentes:

  • autoconsciência: esteja ciente de seus próprios sentimentos
  • auto regulação: controlar e direcionar os impulsos das próprias emoções
  • empatia: perceber e entender as emoções de outras pessoas
  • motivação: vontade de implementar as ações necessárias
  • habilidades sociais: veja-se como parte de um sistema, pense nos relacionamentos e comporte-se com consideração

Um exemplo concreto simples: se você, como recrutador, reconhecer rapidamente quando o candidato está muito nervoso durante a entrevista, então, graças à inteligência emocional, poderá mudar seu próprio comportamento de forma a reduzir o nervosismo.

Dessa forma, é possível conduzir a conversa, inicialmente carregada de sentimentos negativos, para um clima de conversa descontraída.

O princípio também funciona para seus próprios sentimentos. Quem é emocionalmente inteligente registra seu próprio nervosismo e usa técnicas, como um método de relaxamento, para sair ativamente desse sentimento.

Quais as áreas centrais da inteligência emocional?

Na década de 1990, o psicólogo Daniel Goleman publicou seu best-seller “QI Inteligência Emocional”. Ele explica como é importante perceber, entender e influenciar os próprios sentimentos e os sentimentos dos outros.

Goleman fala que a inteligência emocional é muito mais relevante para o sucesso do que o clássico quociente de inteligência (QI), que se refere a habilidades puramente cognitivas.

A inteligência emocional se concentra nas seguintes áreas:

Habilidades de comunicação

Boas habilidades de comunicação são necessárias para a inteligência emocional. Quer dizer duas coisas: por um lado, a inteligência de se expressar de forma clara e compreensível e, assim, transmitir suas preocupações de forma clara e transparente;

Por outro lado, significa a capacidade de ouvir ativamente e atentamente às outras pessoas e de compreender e classificar o que dizem.

Competência social

Capacidade de encontrar e realizar compromissos aceitáveis ​​entre as próprias necessidades, por um lado, e o ajustamento social, por outro.

Autoconhecimento

Pessoas com forte inteligência emocional geralmente são muito conscientes de seus sentimentos, conseguem nomeá-los e saber o que os causou.

Empatia

Vontade e aptidão de simpatizar com as atitudes dos outros e compreender o que está por trás delas. Aplica-se o seguinte: quanto mais pronunciada é a autoconsciência, mais capaz é a pessoa de interpretar corretamente os sentimentos dos outros.

Automotivação

A inteligência emocional leva ao aumento da motivação intrínseca e aumenta a disposição de abrir mão de recompensas imediatas no caso de objetivos significativos.

Autorregulação

Pessoas emocionalmente inteligentes regulam ativamente suas emoções e não se deixam dominar por elas. Dessa forma, evitam ações ou decisões impulsivas.

Inteligência emocional na gestão

inteligência emocional é particularmente importante para os gerentes porque eles têm uma influência decisiva nos sentimentos e, portanto, no meio de trabalho e no desempenho dos colaboradores por meio de sua função de modelo.

Sem entender seus funcionários, clientes, parceiros de negócios, colegas ou superiores, é muito complicado colocar suas próprias ideias e pensamentos em prática.

Quem chega primeiro bebe água limpa!

Receba em primeira mão nossos conteúdos e atualizações sobre sites, marketing digital, elementor e mais!

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Picture of Nathalia Wilke

Nathalia Wilke

Nathalia é uma profissional criativa, que ama pesquisar, escrever, conhecer as histórias dos empreendedores e negócios. Possui experiência relevante em atendimento do cliente, empreende no mercado digital desde 2017, é estrategista digital e especializou em comunicação para processos de vendas.

Ele criou um modelo de recorrência que permitiu receber mais de R$ 8.000,00 todos os meses, através da criação de sites, fazendo praticamente nada...

Para você que quer empreender através da criação de sites.

Um documento a prova de falhas para você fazer o briefing de criação de sites IDEAL para seu projeto!

Veja Também

CAC e LTV

Conhecer seu custo de aquisição de novos clientes pode ajudá-lo a determinar a eficácia de sua estratégia de aquisição de clientes. Além disso, o CAC é uma métrica significativa para potenciais investidores usarem para estimar a escalabilidade de sua empresa.

8 Estratégias para não perder leads em seu site.

Perder leads em seu site pode ser frustrante e impactar negativamente seus esforços de marketing e vendas.
Neste conteúdo estão algumas estratégias para ajudá-lo a não perder leads em seu site. Aproveite a leitura!

O bicho do empreendedorismo te mordeu?

Liberdade, ainda que a trabalho Cada vez vejo mais gente querendo abrir o próprio negócio, vincular o estilo de vida ao trabalho fazendo suas tarefas de qualquer lugar do mundo, ter liberdade de tempo, poder se dedicar mais a quem

Criar sites dá dinheiro?

Saudações a todos! Sejam bem-vindos a mais um conteúdo relevante. Aqui é Thiago Regis e neste texto, vamos explorar o intrigante mundo da criação de sites. Nos últimos tempos, minha dedicação tem sido direcionada a uma abordagem estratégica e orientada

Search Engine Optimization (SEO)

Dominar as técnicas de SEO é fator crucial para qualquer empreendimento ou qualquer profissional de marketing digital. Mas você sabe o que é e como ele funciona na prática? O SEO é a abreviação do termo em inglês “Search Engine Optimization” que pode ser

Semiótica

A melhor forma de atrair o publico e criar uma conexão com ele é através de símbolos e representações que eles irão olhar, se conectar e captar a mensagem transmitida, e é nesse momento que a semiótica ajuda. Quando o assunto é