Pesquisar
Close this search box.

Psicologia das cores

Sumário

psicologia das cores observa como diferentes cores têm significados, conotações e efeitos psicológicos diversos entre as pessoas. E isso pode ser utilizado a favor dos negócios.

A psicologia das cores envolve o uso da teoria das cores na aplicação prática de misturar e combinar vários matizes para explorar conceitos como a percepção das cores e o efeito das suas combinações.

Saiba mais sobre como a psicologia das cores se tornou um campo de estudo e como as indústrias usam os significados das cores para aumentar a identificação com a marca e faturamento.

História da Psicologia das Cores

psicologia das cores é o estudo de como certas cores afetam o comportamento humano. Diferentes cores têm diferentes significados, conotações e efeitos psicológicos que variam em diferentes culturas.

Juntamente com as diferenças culturais, a psicologia das cores é amplamente afetada pela preferência pessoal. 

Durante o final do século XVII, Sir Isaac Newton descobriu o espectro de cores e explorou como cada cor é definida por um comprimento de onda diferente da luz.

Em 1704, Newton desenvolveu a roda de cores. No início do século XX, o psiquiatra suíço Carl Jung estudou os efeitos da cor na mente humana. Jung acabou desenvolvendo uma forma de cromoterapia que permitia que seus pacientes se expressassem com cores e imagens.

Como a psicologia das cores é aplicada no mercado

No quesito marketing e branding, a psicologia das cores concentra-se em como as cores afetam as impressões dos consumidores sobre uma marca e se elas convencem ou não os consumidores a considerar marcas específicas ou fazer uma compra. Hoje, a psicologia das cores é usada de diversas maneiras:

Identidade da marca

As empresas escolhem cuidadosamente as paletas de cores que complementam a personalidade da marca. O esquema de cores certo é essencial para expressar a perspectiva de uma determinada marca.

Segmentação do cliente

Os profissionais de marketing realizam estudos sobre como os clientes percebem cores diferentes.

Ao fazer escolhas de cores específicas de acordo com as preferências de cores de seu público-alvo, as empresas podem aprimorar os esforços de marketing para determinados dados demográficos.

Taxas de conversão

As taxas de conversão medem a porcentagem de clientes que concluem uma tarefa proposta por uma empresa. A tarefa pode ser pressionar um botão de chamada para ação (CTA) ou se inscrever para receber um boletim informativo por e-mail.

A pesquisa mostra que apenas mudar a cor dos botões CTA pode aumentar as taxas de conversão.

Exemplos de psicologia das cores na prática

Existem no mercado cores específicas que já dominam algumas aplicações. Ainda que o consumidor não conheça o conceito, ele faz associações inconscientes e que fogem do controle racional:

  1. Vermelho: A cor vermelha pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão sanguínea do espectador. Esta cor primária está associada à paixão e energia. As empresas às vezes usam a cor vermelha para expressar um senso de urgência.
  2. Laranja: A cor laranja está associada ao lúdico. Juntamente com outras cores quentes, como o amarelo, o laranja pode expressar entusiasmo e outras fortes emoções positivas.
  3. Azul: Diferentes matizes e tonalidades da cor azul têm diferentes associações de cores. O azul claro é normalmente associado à paz e gentileza, enquanto o azul escuro representa poder, força e confiabilidade.
  4. Verde: A cor verde é uma cor secundária associada ao crescimento e à natureza. O verde tem uma presença calmante junto com outras cores frias como o roxo.

psicologia das cores é um conceito com cada vez mais relevância e deve ser considerada no momento de empreender, marketing ou em qualquer iniciativa de design.

Quem chega primeiro bebe água limpa!

Receba em primeira mão nossos conteúdos e atualizações sobre sites, marketing digital, elementor e mais!

Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Picture of Nathalia Wilke

Nathalia Wilke

Nathalia é uma profissional criativa, que ama pesquisar, escrever, conhecer as histórias dos empreendedores e negócios. Possui experiência relevante em atendimento do cliente, empreende no mercado digital desde 2017, é estrategista digital e especializou em comunicação para processos de vendas.

Ele criou um modelo de recorrência que permitiu receber mais de R$ 8.000,00 todos os meses, através da criação de sites, fazendo praticamente nada...

Para você que quer empreender através da criação de sites.

Um documento a prova de falhas para você fazer o briefing de criação de sites IDEAL para seu projeto!

Veja Também

Softskill – Inteligência Emocional

A inteligência emocional necessita da estrutura da personalidade e do ambiente do indivíduo. Assim, a inteligência emocional e das softskills que são treinadas. Quanto mais cedo começar, mais fácil e rápido será o caminho para uma personalidade emocionalmente equilibrada. A base para a formação

Proposta de Valor

Com a globalização da internet, tem se tornado cada vez mais difícil ter uma empresa e se destacar no mercado, ante a grande quantidade de comércios que o consumidor tem acesso, logo, para destacar é preciso que o negócio tenha uma proposta

Como falar bem em vídeos

Muitas pessoas têm medo de falar em público e quando ouvem que estão sendo filmadas, o medo aumenta. Mas afinal, como falar bem em vídeos? Como desenvolver essa habilidade? Felizmente, falar para a câmera pode ser feito com sucesso seguindo algumas

Os 6 chapéus (Edward Bono)

No momento em que se procura a resolução de um problema, seja em uma reunião ou quaisquer situações que é necessário alcançar um senso comum, são muitas as opiniões que divergem uma das outras. Neste momento entra os 6 chapéus (Edward